1/10/2018

Festival de Marchinhas será nos dias 20 e 21 de janeiro

Inscrições atenderam expectativas para concurso que antecede o carnaval

 Por João Rodrigues (ASCOM/ITZ)

O Festival de Marchinhas Carnavalescas, promovido pela Fundação Cultural de Imperatriz, FCI, será realizado na Avenida Beira Rio nos dias 20 e 21 de janeiro. A lista das 12 composições selecionadas para o concurso foi divulgada na terça-feira, 9, após reunião com equipe técnica para discutir a programação do Carnaval.

O coordenador do festival, Osório Mendes Neto, explicou que a competição cumpre todas suas etapas, desde as inscrições, realizadas entre os dias 14 e 27 de dezembro de 2017, com prorrogação para 5 de janeiro, até a divulgação das músicas selecionadas. O balanço foi positivo, com 26 inscritos de várias cidades do estado, como a capital São Luís, Pinheiro e Paço do Luminar.

Em cumprimento à regra do edital, a coordenação priorizou a seleção das 12 marchinhas que atenderam aos requisitos. As principais exigências eram a entrega do material em envelope com o nome do autor, música concorrente, número de telefone fixo e de celular para contato, além de ficha de inscrição preenchida, e os CDs com letra e música para concorrer, além de as composições serem, obrigatoriamente, inéditas e originais, sem plágio, adaptação ou citação poética de outros autores. Critérios válidos para melodia e letra.

Os temas sociais, títulos com duplo sentido entre outros integram as marchinhas selecionadas, como é o caso de “Gemidão”; “Peruca de Touro”; “Aqui Culpa Todo Mundo” e “Folia do Whatsapp”. O presidente da Fundação Cultural, José Carneiro Buzuca, avaliou bem as primeiras etapas do Festival de Marchinhas que foi mantido na programação do Carnaval por ter agradado muito os foliões. “Vamos manter também o festival de fantasias e teremos uma novidade, que será o concurso de fantasia das casas das ruas por onde vai passar os foliões” - revelou.Medida é um incentivo a mais para os moradores se divertirem e participarem da programação carnavalesca.

MARCHINHAS SELECIONADAS 2018
(em ordem alfabética)

01
Intérpretes: Andris Pereira / Rodrigo Garces e Sorrá
Compositor: Andris Pereira
Marchinha: Gemidão
02
Intérprete: Aziz Bahury
Compositor: Aziz Bahury
Marchinha: Peruca de Touro
03
Intérprete: Daniel Carioca
Compositor: Daniel Carioca
Marchinha: Bode de Raça
04
Intérpretes: GG Gonzaga e a Turma do Ralano Grande
Compositor: Eugé Andrade / GG Gonzaga
Marchinha: Na Banda da Didi
05
Intérprete: Juliana Guedes
Compositor: Raynato
Marchinha: Aqui Culpa Todo Mundo
06
Intérprete: Leal Júnior
Compositor: Benedito Vieira Leal Filho
Marchinha: Traz o Caneco
07
Intérprete: Luís Rodrigues
Compositor: José Luís Silva Rodrigues
Marchinha: Folia do Whatsapp
08
Intérprete: Myro Gonçalves
Compositor: Myro Gonçalves
Marchinha: Cidade Hospitaleira
09
Intérprete: Nego Fity
Compositores: Nego Fity / Leo Veloso
Marchinha: Pequi Bom do Mercadinho
10
Intérprete: Raynato
Compositor: Raimundo Nonato
Marchinha: Esse Filho é Meu
11
Intérprete: Tuca Maia
Compositor: Tuca Maia
Marchinha: Bloco da Felicidade
12
Intérprete: Zeca Tocantins
Compositor: Zeca Tocantins
Marchinha: Lavanderia.

1/08/2018

Mutirão de cirurgias ortopédicas é realizado no Socorrão


Da Ascom/Imperatriz

As primeiras cirurgias foram realizadas na tarde da última terça-feira, quando 24 pessoas passaram pelos procedimentos cirúrgicos dos mais simples aos mais complexos. Uma das beneficiadas foi a senhora Elias Carvalho da Silva, de Paragoaminas –PA. Ela  está internada no Hospital Municipal de Imperatriz (HMI) desde o dia 16 de dezembro aguardando sua intervenção cirúrgica.

“Sofremos um acidente próximo de Porto Franco, eu meu esposo, meu enteado e meu neto, eu quebrei minha bacia, fomos trazidos para cá, eu estava só aguardando essa operação que foi feita terça-feira (03), graças a Deus. Agora estou bem melhor só aguardando alta, para voltar pra casa”, relata Elias emocionada ao falar do acidente e do atendimento que recebeu.

O novo coordenador do Setor de Ortopedia do HMI, Daniel Pereira, explica que o objetivo do mutirão é zerar a demanda que estava pendente e posteriormente regularizar o serviço que será feito de acordo com a necessidade de cada paciente que chegar no hospital.

“O volume de cirurgias é muito grande. E como é urgência tem que dar prioridade. Encontramos o hospital no primeiro dia de janeiro com uma lista de 53 pacientes internados e 20 em casa aguardando cirurgia. No terceiro dia já recebemos mais 18 pacientes. Então estávamos com cerca de 100 pacientes aguardando cirurgia”, informa o ortopedista ao ressaltar que a iniciativa visa diminuir o sofrimento das pessoas.

“Eu mesmo passei fazendo visita dois dias seguidos, em todos os leitos, conheci todos os pacientes, vi o sofrimento de cada um. Então é você se sensibilizar com a situação das pessoas e ver que elas estão realmente sofrendo. Muita gente passou natal e reveillón aqui dentro, internado, sendo que já poderia estar em casa”, acrescentou Daniel, ao afirmar otimista que a realidade daqui para frente vai mudar com a nova gestão.Manuel Elias, Alfredo Flores, Manoel Almeida e Claudio Pilar.

Participam do mutirão além de Daniel Pereira os ortopedistas: Gustavo Aguiar, Gustavo Leocadio,  Segundo informações do setor de ortopedia, haviam idosos, jovens e crianças na fila de espera há mais de 28 dias. “Alguns até já com complicações clínicas. Fraturas simples, que geralmente operamos em um dia e no outro encaminhamos para casa, pessoas há mais de 15 dias aguardavam procedimento cirúrgico. Uma situação de caos. Então tínhamos que adotar uma conduta de urgência, daí porque resolvemos fazer de imediato esse mutirão”, complementou.


Quanto as cirurgias eletivas, que também há um grande número na fila de espera, Daniel informa que ainda vai alinhar com o secretário de Saúde, Alair Firmiano e com o setor responsável pelo agendamento de cirurgias, verificar a demanda e baseado na quantidade de pessoas que estão aguardando definir a logística de realização dessas cirurgias, que podem ser semanal ou diária.

1/06/2018

Senador Roberto Rocha anuncia recursos da ordem de 100 milhões de reais para infraestrutura urbana de Balsas



*Cidade , que fará cem anos em  2018, será a  primeira do estado com 100% de água e esgoto tratados*


Balsas, no Sul do Maranhão , viveu um dia histórico nesta quarta-feira,4 de Janeiro de 2018. Graças à  ação parlamentar do senador Roberto Rocha (PSDB) foi  dado o passo inicial para que a cidade se torne a primeira do Maranhão com 100% de água e esgoto tratados.  

A solenidade para a assinatura do contrato para a execução do projeto técnico  de saneamento, de Balsas no valor de R$ 4.018. 156, 85 , 00 com a  presença do senador Roberto Rocha ,  do prefeito Dr Erik Augusto  ( PDT) , do  deputado estadual Alexandre Almeida,  dos   representantes da Codevasf, Marco Aurélio Aires Diniz (nacional) Francisco Jones Fortes Braga ( estadual)   além de líderes empresariais, e dirigentes  classsistas, ocorreu  no auditório do Hotel Balsas  Premier, no Centro da Cidade.


Afora o  contrato de quase cinco milhões para a execução do projeto técnico de  esgotamento sanitário e tratatamento de água,  o senador Roberto Rocha anunciou a alocação de uma verba de mais  cinco milhões de reais para  a pavimentação de vias urbanas da chamada " capital maranhense da soja"  viabilizados junto à  Codevasf , a Companhia de Desenvolvimento  Vales do São Francisco e do Parnaíba.  Projeto do senador Roberto Rocha, sancionado pelo presidente Michel Temer ano passado , foi que  garantiu a ampliação das atividades daquela autarquia federal para todo o Estado.

Já os recursos para a obra completa de tratamento de água esgoto e pavimentação de toda Balsa, que deve passar, segundo ele, dos cem milhões de reais foram incluídos no Programa de Aceleração do Crescimento- PAC e devem passar dos cem milhões de reais.

Ao anunciar as boas novas para Balsas o senador Roberto Rocha aproveitou para prestar conta do mandato mencionando os recursos que tem conseguido empenhar para obras importantes em vários municípios. Citou , por exemplo, os recursos para a Ceasa, o shopping popular e o panelodromo na cidade de Imperatriz.

Antes de encerrar sua fala Roberto Rocha, dirigindo-se ao prefeito Erik Augusto ,  que não é de seu campo político , se colou à disposicao para  execução de outrros projetos. " Faço isso porque sei  e confio que os recursos serão bem aplicados" disse o senador.

Balsas, de acordo com o Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômico, está entre os cinco maiores PIBs ( Produto Interno Bruto) do Estado.  Junto com Imperatriz,  Acailandia, e a capital São Luís e ainda São José de Ribamar,  responde por mais de 50 % do PIB do Maranhão  com a economia  sedimentada  no agronegócio.